51.3750.1122

Conselho Tutelar e Comdica realizam 1º Encontro de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes


Publicado em 22/05/2018 Educação e Cultura Saúde Meio Ambiente e Assistência Social Fonte: Assessoria de Comunicação/Priscila Oliveira

Além de apresentações de escolas, o palestrante Rafael Moreira, doutorando em Direito pela Unisc e professor da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), trouxe reflexões sobre o tema do encontro.


Na sexta-feira, dia 18, pela primeira vez foi realizado o Encontro de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes de Vale do Sol. O evento, que aconteceu na Comunidade Católica São José, foi promovido pelo Conselho Tutelar e COMDICA de Vale do Sol.

Além de apresentações de escolas e do Coral Municipal Inafanto-Juvenil, o palestrante Rafael Moreira, doutorando em Direito pela Unisc e professor da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), trouxe reflexões sobre o tema do encontro. Para dezenas de pessoas que acompanharam a palestra pela manhã e pela tarde, Moreira destacou as formas de violência contra a criança e enfatizou a necessidade de conscientização e denúncia. Participaram do evento profissionais da área da saúde, educação e Assistência Social, autoridades, comunidade em geral, professores e alunos de escolas municipais, estaduais, Efasol e Projeto Crescer Legal.

O encontro foi alusivo ao 18 de maio, que é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Conforme as Conselheiras Tutelares de Vale do Sol, o objetivo foi mobilizar e conscientizar a população sobre a importância das denúncias e a prevenção para evitar que mais crianças e adolescentes sofram. “Nesse sentido acreditamos que a cultura é fundamental, tanto para a prevenção, quanto para a conscientização da sociedade em geral, por isso achamos indispensável as apresentações artísticas. Pois quanto mais as crianças e adolescentes tiverem acesso a atividades extracurriculares, culturais e esportivas, por exemplo, supõe-se que mais longe estarão das violências de uma forma geral”, acrescentaram.

As conselheiras fazem um apelo: “O silêncio também deixa marcas, não se omita, denuncie anonimamente, proteja. Não contribua com a impunidade”, enfatizam. Para fazer uma denúncia pode ser ligado para o número 100 ou para os contatos do Conselho Tutelar: (51) 3750 1259 ou 99711 3018.

PrefeituraValedoSol